Doenças raras: Blefaroespasmo, transtorno neurológico raro que atinge mais as mulheres

Por Simone Lemos Rádio USP

O blefaroespasmo é um transtorno de causa neurológica, que costuma surgir após os 40 anos e afeta uma a duas pessoas a cada 100 mil, principalmente as mulheres. A contração involuntária das pálpebras pode deixar a vista mais irritada, ressecada e a produção lacrimal pode ser prejudicada. Segundo o doutor Egberto Reis, neurologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, “este é considerado um transtorno neurológico não genético, do grupo das distonias idiopáticas, sem causa definida, em que há uma desorganização de circuitos motores que controlam os movimentos. Raramente pode estar associado ao uso de medicamentos do grupo dos antipsicóticos utilizados no tratamento de doenças psiquiátricas”. 

Sua identificação não é fácil, já que pode ser confundido com problemas oftalmológicos que afetam a córnea. “O diagnóstico do blefaroespasmo é essencialmente clínico. Geralmente não se recorre a exames complementares, mas uma eletromiografia dos músculos das pálpebras pode documentar a presença das contrações involuntárias.” 

+ Mais

O portador desse transtorno poderá ter dificuldade para realizar atividades diárias que dependem da visão, como ler, assistir à televisão e dirigir. O doutor Reis explica que “eventualmente os movimentos involuntários podem estender-se para músculos adjacentes, a asa do nariz, os lábios e a mandíbula”.  

Não há cura para o blefaroespasmo, mas há alternativas de tratamento, como o uso de injeções de toxina botulínica, pois isso permite o relaxamento dos músculos palpebrais, minimizando em 80% o mal-estar, mas sua duração é de três meses, sendo necessária uma reaplicação que pode ocorrer por toda a vida. Nos casos mais raros, em que a resposta à toxina não surte efeito, pode ser feita uma ressecção cirúrgica parcial dos músculos palpebrais.

Por Simone Lemos – Jornal da USP e Rádio USP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s