Luto no Esporte: Leandro Lo, um dos maiores nomes do jiu-jitsu mundial, morre com tiro na cabeça em São Paulo

O mundo das lutas amanheceu de luto. Um dos maiores nomes da história do jiu-jitsu mundial, o brasileiro Leandro Lo teve morte cerebral. Na madrugada deste domingo (7), o atleta se envolveu numa briga com um policial em uma festa em São Paulo e foi atingido com um tiro na cabeça.

Segundo o Boletim de Ocorrência, ao qual o GLOBO teve acesso, a briga ocorreu por volta das duas da manhã durante um show de pagode da banda Pixote, no Esporte Clube Sírio, em Indianópolis, região Sul de São Paulo. Uma fonte ligada à família contou que o autor do disparo se aproximou do grupo de amigos de Leandro e, em tom de provocação, chacoalhou uma garrafa de whisky que estava sobre a mesa. Para se proteger, o lutador deu uma rasteira no rapaz e o imobilizou. Assim que liberado, o homem andou poucos passos, deu meia-volta e atirou.

+ Mais

Testemunhas do homicídio informaram à polícia, conforme o Boletim de Ocorrência, que o autor dos disparos é o policial militar Henrique Otávio Oliveira Velozo. O clube tem o controle da entrada dos frequentadores armados e as testemunhas identificaram o homem por fotografia.

De acordo com a fonte ligada à família, Velozo está foragido. O caso foi registrado como tentativa de homicídio pelo 16º DP (Vila Clementino), que apura os fatos por meio de inquérito policial.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informa que a autoridade policial representou pela prisão preventiva do autor junto à Justiça. A Polícia Militar diz lamentar o ocorrido. A instituição instaurou uma apuração administrativa e colabora com as buscas para localizar o autor.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, o campeão mundial de jiu-jitsu foi encaminhado com vida ao Hospital Municipal Doutor Arthur Ribeiro de Saboya, onde teve morte cerebral.

O currículo de Leandro sinaliza o tamanho da perda. O brasileiro de 33 anos foi oito vezes campeão mundial de jiu-jitsu em cinco categorias diferentes. Ele conquistou cinco Copas do Mundo da modalidade e ainda ganhou oito Pan-americanos do esporte.

Por Ednevaldo Alves

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s