CoronaVac aumenta em 70% anticorpos contra Covid-19 em pacientes imunossuprimidos, afirma estudo do HC

Pacientes com doenças reumatológicas autoimunes apresentaram um aumento de 70,4% no nível de anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2 duas semanas após receberem a segunda dose da CoronaVac, vacina do Butantan e da farmacêutica chinesa Sinovac contra a Covid-19. Além de aumentar a soroconversão dos pacientes imunossuprimidos, a CoronaVac também elevou em 56,3% a quantidade de anticorpos neutralizantes.

Anúncios

As conclusões são de um estudo realizado pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) com 910 pessoas e estão descritas no artigo Immunogenicity and safety of the CoronaVac inactivated vaccine in patients with autoimmune rheumatic diseases: a phase 4 trial, divulgado nesta sexta (30) na publicação científica Nature Medicine.

+ Mais

O resultado é extremamente positivo porque mostra que a CoronaVac não só é bem aceita pelo organismo de pacientes imunossuprimidos (que têm mais dificuldade para produzir anticorpos), como gera um alto nível de anticorpos de defesa e neutralizantes. A pesquisa do HC mostra não só que a CoronaVac é segura nesse público, como também eficaz.

“Trata-se do maior estudo já realizado no mundo com pacientes imunossuprimidos de doenças reumatológicas”, afirma a diretora clínica do HCFMUSP, Eloisa Bonfá. “O acréscimo no nível de anticorpos é muito relevante e mostra que a CoronaVac conferiu uma proteção importante entre os imunossuprimidos”, completa.

Outro dado que atesta a segurança da CoronaVac é a ausência de reações adversas nos vacinados. “Não tivemos nenhum caso de efeito colateral grave ou moderado entre os pacientes, mesmo sabendo que isso poderia ser esperado entre imunossuprimidos. Só tivemos efeitos colaterais leves. A CoronaVac é uma vacina altamente segura“, assinala Eloisa.

Anúncios

De acordo com a diretora do hospital, os 910 pacientes imunossuprimidos participantes da pesquisa foram vacinados em dois dias. Pouco depois da segunda dose, quando os anticorpos ainda estavam em produção, houve 33 casos de Covid-19; 40 dias depois, esse número havia caído para seis casos.

Por que esse resultado é tão relevante?

O resultado de soroconversão (capacidade de produzir anticorpos) da CoronaVac nos pacientes imunossuprimidos do HCFMUSP é surpreendente, especialmente na comparação com o grupo controle, formado por pessoas sem deficiências de imunidade. O nível de anticorpos de defesa gerados nos imunossuprimidos foi de 70,4%, enquanto no grupo controle foi de 95%; já o nível de anticorpos neutralizantes foi de 56,3% nos imunossuprimidos, e de 79,3% no grupo controle.

Pessoas com doenças reumáticas autoimunes são geralmente tratadas com corticoides combinados com imunossupressores. Ou seja, seus tratamentos costumam envolver medicações que atuam justamente para reprimir o sistema imunológico, impedindo que ele atue de forma a agravar a doença autoimune.

A consequência disso é que imunossuprimidos têm uma menor capacidade de produzir anticorpos. Por isso, seus organismos são mais suscetíveis a contrair doenças infecciosas, como é o caso da Covid-19, e evoluir para casos graves. Antes da pesquisa do HCFMUSP, esse público estava impedido de tomar a vacina e só podia contar com medidas ainda em desenvolvimento, como o soro anti-Covid.

As doenças reumatológicas autoimunes compreendem diversas síndromes, como miosite autoimune, fasciíte eosinofílica, doença mista do tecido conjuntivo, policondrite recidivante, síndrome de Sjögren, lúpus eritematoso sistêmico e esclerodermia.

Butantan Notícias –
*Este texto é uma colaboração do jornalista científico Peter Moon para o portal do Butanta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s