Rebeca Andrade conquista medalha  histórica na final geral da ginástica olímpica

Imagina o resultado da mistura entre música clássica mais funk e uma brasileira de 22 anos na ginástica olímpica? Imaginou? O resultado disso tudo foi a primeira medalha do Brasil na Final Individual Feminino da Ginástica Olímpica. O épico e histórico resultado deu a Rebeca Andrade a prata na competição.

+ Mais 

Com 57,298 pontos, Rebeca só ficou atrás da americana Sunisa Lee, que somou 57,433 pontos e manteve o domínio do país na prova. O bronze foi para a russa Angelina Melnikova, com 57,199 pontos.

O ouro não veio por muito pouco, por passos para fora do tablado no solo. Nada que diminua a conquista de Rebeca, que ainda vai disputar mais duas finais em Tóquio: domingo no salto, e segunda-feira no solo. Mais duas chances de continuar escrevendo seu nome na história do esporte brasileiro.

Rebeca é a primeira negra a medalhar no individual geral feminino. Outra atleta negra brasileira que fez história foi Daiane dos Santos que foi a primeira negra a conquistar o ouro em uma edição do Campeonato Mundial de Ginástica Artística.

A conquista de Rebeca tem um gostinho de superação, pois a atleta teve que passar por 3 cirurgias de ligamento cruzado anterior no joelho em 2019. Os treinos só puderam ser retomados no início de 2020 e a vaga olímpica só veio quando Rebeca foi ouro no Pan-Americano do Rio de Janeiro nesse ano.

Fotos Reprodução Twitter do Time Brasil – Ricardo Bufolin e Jonne Roriz

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s