Náutico vence o Brasil de Pelotas de virada, se mantém na liderança e aumenta recorde de invencibilidade na série B.

A trajetória quase impecável do Náutico na Série B ganhou mais uma página vitoriosa na noite desta quarta-feira (21), no estádio dos Aflitos. Enfrentando o Brasil de Pelotas, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Timbu garantiu uma vitória de virada, por 2×1, com dois gols marcados por Jean Carlos, coroando a grande fase que vive o camisa 10. Com essa vitória, o alvirrubro chegou a 29 pontos, segue líder e invicto. 

+ Mais

A campanha do Náutico na Segundona nessas 13 rodadas tem oito vitórias, cinco empates e nenhuma derrota. O próximo compromisso dos alvirrubros na competição é contra o Brusque, no próximo sábado (24), às 19h30, novamente nos Aflitos. 

O jogo

A partida teve um início inesperado no estádio dos Aflitos. Com pouco mais de um minuto de bola rolando, o Náutico tomou um susto e um gol. A defesa alvirrubra deu um grande vacilo e o goleiro Alex Alves saiu errado, deixando o gol aberto para Ramon fazer 1×0 para os visitantes. O Timbu sentiu o gol do Xavante e passou alguns minutos tentando reorganizar a casa. 

Mas não é à toa que o Náutico passou da metade do primeiro turno sem perder um jogo. E foi com as forças que o fizeram chegar até aqui como líder invicto da Série B que o Timbu encontrou o caminho para ter a vantagem no placar. Aos 9 minutos do primeiro tempo, Rafinha, pela esquerda, esperou a passagem de Vinícius e deu a bola. Vinícius, por sua vez, fez um cruzamento rasteiro, na medida para Jean Carlos chutar para o gol e empatar o jogo. 

Depois que empatou, o alvirrubro voltou jogar com imposição, mandando no jogo. Nesse ritmo, a consequência só podia ser uma: a virada. Foi o que aconteceu aos 31 minutos, quando Jean Carlos cobrou uma falta pelo lado direito da intermediária de ataque do Timbu e mandou no canto superior de Matheus Nogueira. Golaço do Náutico e virada no placar. O Xavante até tentou reagir. Em um novo vacilo de Alex Alves, Ramon subiu livre e cabeceou, mas mandou para fora. A partida foi para o intervalo com vitória parcial do Náutico por 2×1. 

A segunda etapa do jogo continuou tendo um Náutico agressivo, buscando aumentar a vantagem no placar. Uma das boas chances que teve foi aos 13 minutos, com Jean Carlos cobrando escanteio e mandando para o gol, mas Matheus Nogueira tirou com um soco. Outra boa chance aconteceu aos 31 minutos, com Kieza. A zaga do Brasil de Pelotas falhou, Jean Carlos tocou para Kieza, mas o camisa 9  perdeu a bola na dividida. Enquanto isso, o Xavante não conseguia reagir. 

O placar seguiu sem mudanças até o final do jogo, apesar de algumas tentativas, principalmente dos donos da casa. Vale destacar, porém, que aos 47 minutos do segundo tempo, o meia Lucas Paraíba, do Náutico, que entrou no decorrer da partida no lugar de Djavan, tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando o alvirrubro com um a menos para os três minutos finais do jogo. 

Jornal do Comércio

Foto Reprodução Twitter do Náutico

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s